Além do Cidadão Kane

domingo, 19 de julho de 2009

Uma foto para explicar a Historia

Traduzido por Rosalvo Maciel
.
.
O presidente da Associação de Vítimas e Perseguidos do Franquismo, Gervasio Puerta, se confessou "emocionado" ao ver a fossa comum de Milagros, onde esta semana foram desenterrado restos de 45 pessoas assassinadas no princípio da guerra civil espanhola.
.
Com seus 88 anos, recordou que seu pai, que era precisamente de Milagros, acabara de ir a Madrid quando ocorreram os assassinatos "porque se não, seguramente estaria em uma destas fossas".
.
Após recordar que depois da guerra civil espanhola - onde participou do lado republicano e logo passou a França para lutar contra os nazis antes de regressar a Espanha e ser preso - Puerta considerou que "ver fossas como a de Milagros recorda a canalhice de algumas pessoas, que não tinham escrúpulos nem vergonha".
.
Uma equipe de mais de 20 pessoas, lideradas pelo legista Francisco Etxeberria, trabalharam esta semana na fossa de Milagros para retirar os restos de 45 homens, entre eles os de dois adolescentes de 16 e 17 anos, todos eles militantes de esquerda, sindicalistas ou funcionários públicos municipais da comarca de Aranda del Duero. Parte da equipe da Sociedade de Ciências Aranzadi, que tem colaborado com a Associação para a Recuperação da Memória Histórica na exumação permanece ainda na região para retirar mais três corpos que se encontram enterrados em outro área municipal, em Villalba, a uns 5 quilômetros de Aranda del Duero.
.
Neste caso, se trata de dois vizinhos de La Aguilera e um de Gumiel del Mercado que estão perfeitamente identificados e que foram presos e assassinados por falangistas no verão de 1936.
.
Durante a manhã de hoje se aproximaram da fossa vários familiares de pessoas desaparecidas na zona durante a guerra civil, que foram atendidos por voluntários da associação e de Psicólogos Sem Fronteiras, que enviaram vários membros a Milagros para apoiar às famílias.
.
Original em inSurGente

Nenhum comentário:

Copyleft - Nenhum Direito Reservado - O conhecimento humano pertence à Humanidade.