Além do Cidadão Kane

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Medicamento contra câncer, desenvolvido com êxito em Cuba, será testado nos EEUU

Um medicamento desenvolvido na ilha será testado em clínicas dos Estados Unidos. Trata-se de nimotuzumab, destinado a combater células cancerosas, incluindo os pouco comuns e letais como o glioma ou câncer cerebral. Segundo informa o diário de Miami 'El Nuevo Herald', um investigador da Universidade da Florida, onde já se está fazendo um teste, classificou este medicamento como "excitante, interessante". O problema é que, mesmo que os testes sejam exitosos, o nimotuzumab não poderia ser vendido nos Estados Unidos porque 20 por cento da CIMYM, a empresa que tem a licencia do medicamento, é propriedade do Governo cubano.
.
No entanto, David G.P. Allan, o diretor da YM Biosciences, companhia estabelecida no Canadá que está fazendo os estudos, manifestou que seu trabalho é desenvolver medicamentos e que não lhes importa "o aspecto político".
.
A YM Biosciences é proprietária de 80 por cento da CIMYM, a companhia que tem os direitos para desenvolver o nimotuzumab a América do Norte, Europa, Japão e outras regiões. Os outros 20 por cento é propriedade do Centro de Imunologia Molecular, o laboratório de biotecnologia em Havana que desenvolveu o medicamento.
.
O comercio de nimotuzumab, que é injetável, foi aprovado em 20 países, incluindo China e Índia, onde o processo de obtenção da licença foi realizado diretamente por Cuba, não por YM. Mesmo que não tenha sido aprovado na América do Norte, Europa nem Japão, há quase 20 testes em andamento.
.
Para testar o medicamento nos Estados Unidos, YM necessitou de uma liberação do embargo, apresentando uma solicitação ao Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro. De fato, outras companhias fizeram o mesmo, como Smithkline Beecham para uma vacina contra a meningite feita em Cuba e a CancerVax para uma vacina contra o câncer. Em ambos os casos, conseguiram as permissões do Tesouro mas, após investigar, decidiram não fazer os ensaios clínicos.
.
Em 2006, YM recebeu a aprovação para fazer testes usando nimotuzumab em crianças com tumores inoperáveis no cérebro. Estes testes todavia estão em andamento e os resultados se esperam para o próximo ano.
.
Original em inSurGente
Traduzido por Rosalvo Maciel
.

Nenhum comentário:

Copyleft - Nenhum Direito Reservado - O conhecimento humano pertence à Humanidade.