Além do Cidadão Kane

domingo, 13 de abril de 2008

O Iraque ocupado


Nenhum processo democrático está em marcha no Iraque. Nenhum órgão do poder expressa a vontade livre do povo iraquiano. As leis da república que davam direitos iguais a homens e mulheres foram abolidas e substituídas por leis sectárias, discriminatórias, de base religiosa. Os sistemas de apoio social – saúde, ensino, velhice... – foram suprimidos em nome do mercado livre. Os voos da CIA e as prisões secretas espalhadas pelo mundo mostram a existência de um verdadeiro sistema penitenciário global, feito de acordo com as leis de exceção dos EUA. Os cálculos mais por baixo apontam 24 mil presos políticos conhecidos nas diversas prisões que os EUA criaram pelo país. E mais 400 mil em prisões governamentais.
Toda a estrutura produtiva do Iraque foi destruída. Mais de metade da população ativa está no desemprego. O corte de água e comida à população é prática das operações militares dos EUA para atacar as cidades que escapam ao seu controle.
Perto de 3 mil toneladas de urânio foram lançadas sobre o Iraque na forma de bombas e munições. O poder radioativo é 126 mil vezes maior que o da bomba nuclear lançada pelos EUA sobre Nagasaki em 1945. O efeito vai perdurar por 4,5 bilhões de anos, o equivalente à idade da Terra. De acordo com cálculos da Autoridade para a Energia Atómica do Reino Unido, é de prever que, na próxima década, ocorram 25 milhões de cânceres a mais entre a população iraquiana.
Bombas de fósforo branco, banidas pelas leis internacionais, foram utilizadas pelos EUA no ataque a Faluja, matando centenas de pessoas. Esquadrões da morte organizados por norte-americanos assassinaram centenas de civis, entre eles, centenas de professores, cientistas e inteletuais. Milhares de outros fugiram do país temendo pela vida, no que representa a decapitação da inteligência iraquiana.

Fonte: MUDAR DE VIDA


topo

Um comentário:

Marisa disse...

Mas o que é isso??? E até quando???? São as primeiras questões que surgem em minha cabeça qdo leio a respeito deste assunto...primárias se comparadas à complexidade do tema! Mas o critério de humanidade é assim, simples, ou há preocupação com o ser enquanto humano ou não há, ou há transgressão a qualquer ato considerado como direito humano ou não há!!!! Simples, básico, não precisa se entender muito de capitalismo ou de direito internacional, basta se ter um pequeno senso de justiça e igualdade social!!!!
O que mais me irritou foi ver o papa agora falando em 5 idiomas na tv...que lindo ter um papa assim!!!!! Para que, eu pergunto???? Com certeza foram duas imagens e assuntos que contrastaram fortemente nesta minha noite de sexta-feira!

Printemps

Copyleft - Nenhum Direito Reservado - O conhecimento humano pertence à Humanidade.